Atendimento Emergencial 24h

Marcela Spatini Lorencette
Gerente de Farmácia
Pós-Graduada em Farmacologia

O setor de farmácia hospitalar é responsável pelas tarefas de produção, armazenamento, controle e distribuição de medicamentos pelas ENFERMARIAS do hospital, orientando o uso de remédios conforme sua eficiência e custo-benefício, de acordo com cada caso dos pacientes.

Nossos farmacêuticos tem a função de pesquisar e designar corretamente os medicamentos para os pacientes, criando sua própria dinâmica do processo, para que não ocorram erros.

A maneira de fornecer medicamento é coletiva, individualizada ou unitária. No primeiro formato, a farmácia direciona os medicamentos de acordo com os pedidos de todas enfermarias e emergência psiquiátrica, e, apesar de ser uma prática mais simples e demandar menos profissionais, é necessário redobrar a atenção, para que não haja descontrole e erros.

No fornecimento individualizado, o médico responsável solicita a dose via prescrição, reduzindo os riscos de extravio e trocas.

Por fim, no fornecimento de dose unitária, o controle de estoque farmacêutico é bastante rígido. Os remédios também são dispensados pela prescrição médica, no entanto, contêm identificação total do paciente, juntamente com suas necessidades especiais e cuidados personalizados, como a hora correta de cada dose e possíveis alergias.

Ao falarmos do cuidado com vidas humanas, a qualidade deve prevalecer em cada ação e decisão tomada, seja por médicos, enfermeiros ou administradores de um hospital. É por isso que todos os materiais e medicamentos precisam contar com um rigoroso controle de qualidade.